Wikipedia

Resultados da pesquisa

2 de nov de 2013

Rafael Carvalho: rapper e grafiteiro

 
 
O primeiro CD do artista deverá sair no primeiro semestre de 2014. Entretanto, neste final de 2013, Rafael Carvalho prestigia a antologia poética "Poetas da Liberdade", que reúne poemas de alunos da escola prisional de Cataguases (MG), autorizando a publicação de uma letra que reflete a importância da família, principalmente para aqueles que se veem privados do direito de ir e vir. O livro será lançado neste mês de novembro, mas já adiantamos aqui o texto do nosso artista homenageado:
 
 
Família

Nada melhor do que o apoio da família
que dá carinho, amor todos os dias.
Quando estou triste, ela está do meu lado,
quando choro, me sinto solitário, ganho um abraço.
Família supera todas as dificuldades, supera saudade,
me visitou por um ano e três meses atrás das grades.
Não vejo a hora de curtir a liberdade
junto com minha família, vivendo e curtindo a felicidade.
Lá fora tem gente sem família
sem teto, sem comida,
tem gente que não sabe viver a vida.
Eu fiz minha família sofrer
queria me drogar, não queria saber.
Hoje eu dou valor a um beijo, um abraço,
hoje eu vejo que nem tudo é tão fácil.
Largado, esquecido na calçada,
andando, vagando pela madrugada...
O pior foi ver no rosto do meu pai rolar a lágrima.
O que é isso, meu Deus, a que ponto eu cheguei...
não dá nem para acreditar...
quando lembro do que eu fiz
eu quase chego a chorar.
Eu venho te falar, te dizer,
droga não é alternativa ou meio de viver
nunca desista dos seus sonhos
fique com sua família, faça planos.

Nada melhor do que curtir a família,
nada melhor do que saber viver a vida.

No filme que vou te contar agora
a vida do crime é uma escola.
Apanhei e tudo que sei não é absolutamente nada
todos os conselhos da família não foram piada
lágrimas, solidão e uma dose de desespero:
é ruim sentir mágoa e agonia no meio do peito.
Não aceite propostas e falsos convites,
isso tudo é uma bomba, como dinamite.
Sorriso no rosto da família não tem preço,
sofrimento para você eu não desejo.
Agora te falo, qual foi o meu mérito:
abandonar o crime e fazer rap em um caderno.
Tudo de bom, que Deus te abençoe todos os dias.
Que você saiba valorizar essa palavra chamada família.

***
-----------------------------------
 

2 comentários:

  1. Segue mais um poema dele:
    QUEM É VOCÊ Anderson Quem é você, que nasceu de família pobre e que, mesmo com pés descalços em rua de terra, sonhou em um dia ser nobre Quem é você, que insiste em dizer que é durão, mas que, dentro da cela de uma prisão, mesmo cercado de pessoas, sente solidão Quem é você, que luta com aquela lágrima que teima em cair dos seus olhos de pedra Que, mesmo com um olhar de lástima, briga como guerreiro numa luta sem trégua Quem é você, que já pensou em desistir, deixar sonhos de lado, acreditando ser causa perdida mas que com fé e esperança, decidiu persistir, acreditando firmemente que existe uma saída Você é aquele que, tendo uma vida nada fácil, que, tendo tantos motivos para ser descrente, aos trancos e barrancos, continua seguindo em frente, fazendo-se surdo ao que o outro diz, acreditando que sua maior missão é ser feliz.
    ANDERSON DE SOUZA

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso o blog. Parabéns pra vcs!

    ResponderExcluir

Comente