Wikipedia

Resultados da pesquisa

8 de set de 2010

A juíza está preocupada com os "direitos do turista"

Este é o nosso Judiciário. Um órgão que ocupa a vara da Infância e Juventude com uma juíza totalmente desprovida de sensibilidade (e senso de justiça) para com nossa infância miserável. Ela esbraveja atrás do seu trono (ah, sua mesa) da sua vida burguesa, da sua criação privilegiada num país onde só uma elite chega ao cargo que ela ocupa. Assistam ao vídeo do filme "Juízo" de Maria Augusta Ramos.

São várias audiências no filme. Em todas, a juíza tem essa postura intolerante e alheia à miséria que ronda os adolescentes diante dela. Interessante que o único em que ela foi mais "compreensiva" foi com o garoto que matou o próprio pai.

Em seu "discurso", a meretíssima (sic) manda os adolescentes procurarem serviço... Que estranho! Será que ela ignora o ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente - que proíbe o trabalho para eles? E que há no país uma verdadeira (e estranha) campanha contra o trabalho para "menores"?

Ela não manda as meninas estudarem. São pobres e negras. Como?

Tristíssimo!!!!

3 comentários:

  1. Anônimo20/9/10

    Se não fosse filmado, não acreditaria que se trata de uma juíza... Cruzes!!!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo16/11/10

    Uma barbaridade.
    Eleição pra juízes, já!

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente fiquei assustado de tamanha arrogância e ignorância por parte da Juíza, além de ser muito insensível para a realidade que cerca as duas garotas.

    Lamentável.

    ResponderExcluir

Comente