Wikipedia

Resultados da pesquisa

26 de ago de 2011

A sentença anunciada

Início do processo em que a editora do jornal Recomeço é condenada à prisão

Este mês faz cinco anos que o juiz de direito JOSÉ ALFREDO JUNGER DE SOUZA VIEIRA iniciou um processo contra a editora do jornal Recomeço por denunciar as péssimas condições da então* Cadeia Pública de Leopoldina - MG.

A condenação já estava anunciada. Afinal, o acusador era um "juiz", parte dessa "corte" chamada Judiciário, uma instituição criada para fazer "justiça", mas que deturpa a sua função criando mais injustiças.

Em janeiro de 2007, eu já estava condenada, conforme a juíza TANIA MARIA ELIAS CHAIM dissera na audiência: "Não há nenhuma possibilidade de absolvição, embora eu nem tenha lido o processo" .

Atentem para a frase da juíza: "embora eu nem tenha lido o processo" .

Leiam novamente a sentença, peça antológica, não da justiça, mas da injustiça, do abuso de poder, do desvio de função, pois cabia ao juiz  averiguar a denúncia e não processar a denunciante. Cabia à juíza julgar com isenção. Cabia ao Ministério Público não aceitar a denúncia (uma vez que era evidente não haver nenhum delito).

Mas, na Justiça, parafraseando Fernando Pessoa, "tergiversar é preciso".

Segue a SENTENÇA DA VERGONHA:

http://www.jornalrecomeco.com.br/sentenca
---------------------------
* Hoje, Presídio de Leopoldina - SUAPI

Um comentário:

  1. Anônimo27/8/11

    Triste data essa... nossa pequena cidade ficou mundialmente conhecida por uma equivocada(eufemismo) decisão judicial. Não esqueço das manifestações de repúdio à sentença, advindas da Revista Veja, do Jornal Nacional, da ONU, OEA,etc. Marca-me:¨uma professora aposentada que num país de primeiro mundo deveria receber uma medalha de honra por defender os direitos humanos, no Brasil, recebe uma condenação¨...
    Parabéns Gueguê, não pelo aniversário da desastroza sentença, mas por ser uma data que emblema uma luta, desafios, quebra de paradígmas.
    Que essa fonte de fraternidade fluente de ti nunca seque. GMR

    ResponderExcluir

Comente