Wikipedia

Resultados da pesquisa

5 de mar de 2009

Texto dos detentos

Sidney Mariano
Minha prisão já passou do limite


Venho respeitosamente agradecer a Dona Dalva, Dona Clarice, Irmã Beth e à APAC por tudo que fazem por mim.
Venho pedir a minha liberdade condicional, pois já está passando do limite. Quero ser um homem na estrada recomeçando a vida, quero trabalhar e cuidar da minha família (esposa e filhos menores de idade).
Parece até que eu causei uma guerra e destruí a metade de Leopoldina. Não ganho a liberdade.
Muitos prefeitos roubam da sociedade mais de milhões e não ficam presos. Até mesmo a justiça tem funcionários que estão envolvidos em crimes e não estão presos. Até autoridades roubam e são corruptos e estão soltos. Esses erros não chegam nem perto do que eu fiz.
Autoridades torturam as pessoas e ficam soltos. Por que a minha pena nunca acaba? Antecipo meus agradecimentos.

APELO AO JUIZ
Gostaria de pedir ao Meritíssimo Juiz de direito e Promotores de Justiça para arrumar dentista para eu cuidar dos meus dentes, arrancar os que precisam e também uma consulta ao médico. Quando eu vim da cadeia de Além Paraíba para a 17ª não me levaram ao médico e eu não ando nada bem. Aguardo na maior da disciplina.
Antecipo os meus agradecimentos. Deus esteja com todos.
-----------------------------
Nota: Sidney Mariano foi um dos primeiros a escrever no jornal Recomeço. Nessa ocasião, ele já estava preso. Se o jornal completará oito anos agora em junho, significa que ele está preso desde 2001.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente