Wikipedia

Resultados da pesquisa

29 de ago de 2009

Lei tira nome de torturador

Retirada homenagem a torturador de rua de São Carlos e substituida pelo defensor dos Direitos Humanos, Dom Helder Câmara (foto)
Uma lei de autoria do presidente da Câmara de São Carlos, Lineu Navarro, foi colocada em prática na última segunda-feira.
Estudantes, moradores e várias autoridades, entre elas o Ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, Paulo de Tarso Vannuchi, acompanharam o descerramento da placa que determinou a mudança do nome de uma das ruas da cidade. A via deixou de se chamar "Sérgio Fernando Paranhos Fleury", ex-delegado e torturador dos tempos da ditadura, e recebeu o nome de "Dom Helder Câmara". "Nós não conseguíamos entender porque um torturador tão vil como o Fleury ainda ostentava uma homenagem em nossa cidade. Além de ter sido um dejeto humano, pois torturou e matou inúmeros militantes opositores ao regime militar, nunca teve ligação com São Carlos", disse Lineu.
O discurso do ministro seguiu a mesma linha. Antes de descerrar a placa, Vannuchi afirmou que a atitude do vereador serve de exemplo para todos os outros municípios brasileiros que conservam homenagens a torturadores. "São Carlos pode ter certeza que irei divulgar essa ação positiva por todo o país e mais: essa atitude será uma das orientações contidas no próximo programa nacional de direitos humanos, que será assinado pelo presidente Lula em outubro", disse ele.
A troca da placa motivou outras atividades durante o dia. Duas delas foram realizadas na Universidade Federal de São Carlos e contaram com a participação de mais de cem alunos, além de representantes da comunidade. Primeiro houve uma mesa redonda com os professores João Virgilio Tagliavini, Marly de Almeida Gomes Vianna e Caio Navarro de Toledo. Os três falaram sobre "Democracia, Memória e Direitos Humanos no Brasil". Em seguida, o ministro fez uma palestra sobre "Direito à Memória e à Verdade".
À noite, a Câmara realizou uma Sessão Solene em homenagem ao centenário do nascimento de Dom Helder Câmara. Durante o evento, realizado no auditório "Sérgio Mascarenhas", na USP, o presidente do Legislativo destacou o trabalho do religioso em prol dos mais necessitados.
"Dom Helder, que morreu em 1999 aos 90 anos, era um jovem de espírito. Seu legado será eterno e hoje estamos realmente felizes em saber que seu nome rebatizou uma das ruas de nossa cidade", afirmou Lineu.
Durante duas horas, os presentes acompanharam os discursos e assistiram a um vídeo sobre a vida do religioso. Mas a parte final da solenidade foi a que mais chamou a atenção. Lineu Navarro quebrou o protocolo ao anunciar a entrada do ator Tárcio Costa.
Por meio do personagem "Gregó", o ator emocionou a platéia ao narrar a vida de Dom Helder Câmara por meio de uma poesia de cordel. "Pra mim foi uma surpresa grande e também um grande orgulho em fazer essa homenagem. A vida de Dom Helder é realmente uma verdadeira lição de paz e isso muito me inspirou", concluiu o ator.
Enviada por Vanderley Caixe

3 comentários:

  1. Que boa notícia!

    abç
    Glória!

    ResponderExcluir
  2. Adorei temos que faxinar as ruas daqui de Leopoldina e do resto do pais.

    ResponderExcluir
  3. Adorei temos que faxinar as ruas daqui de Leopoldina e do resto do pais.

    ResponderExcluir

Comente