Wikipedia

Resultados da pesquisa

8 de jan de 2009

E as nossas mortes?

A Folha de São Paulo publicou na primeira página, dia 7/1, esta foto chocante de uma menina morta nos escombros de uma escola em Gaza. Se a intenção do jornal é denunciar a covardia e crueldade cometidas contra crianças palestinas, por que não faz o mesmo com a infâmia cometida contra as crianças brasileiras?
Há poucos dias, um dos policiais que mataram o menino João Roberto Amorim Soares, de 3 anos, ano passado, foi absolvido, (legalizando que, no Brasil, até o estado pode matar) e a imprensa se calou diante dessa infâmia. Não li na Folha, nem em outros jornais, nenhuma notinha de protesto diante de tal descalabro.
Só nos morros cariocas, a polícia mata mais pessoas anualmente do que já morreram no conflito IsraelXPalestina e nunca vi fotos dessa mortandade nas primeiras páginas da nossa imprensa para sensibilizar a opinião pública contra o genocídio brasileiro.
No Brasil, carecemos dos mísseis de Israel ou foguetes palestinos. Nós mesmos, brasileiros, matamos nossos irmãos. E se alguém denunciar, como fez Latuf na charge abaixo, é logo censurado e tirado de circulação.

2 comentários:

  1. parabéns pelo artigo.
    Infelizmente a nossa mídia esconde o que ha por trás dos guetos do nosso país. Acredito que no fundo eles (a Midia)são afavores do esterminio em massa independente da idade daquele que vai ser morto, pois no fundo é menos uma ameaça para fortuna dos grandes empresarios desse país.
    Quanto a sensura do desenho do Latuff, eu ja havia publicado no meu blog. Realmente é um absurdo o que esta acontecendo no Rio de Janeiro.
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir

Comente