Wikipedia

Resultados da pesquisa

19 de jul de 2007

Liberdade

Edição 133 - Recuperando de Cataguases

EVANDRO PEREIRA

Nós nesse mundo somos como a natureza, os bichos, os pássaros, rios e lagos e mares, e a cada dia somos impedidos pelo homem de voar, correr e respirar.
E assim caminha a raça humana se devorando um a um como se a liberdade não fosse a coisa mais importante do mundo em que vivemos.
A liberdade está no sorriso inocente das crianças, nos cantos dos pássaros, no pôr do sol, enfim tudo que diz respeito à sobrevivência.
Temos que reciclar nossas idéias, e refletirmos que tudo que estamos poluindo e destruindo, um dia, as nossas crianças, que são o futuro da nação, não vão poder desfrutar dessa beleza que é o meio ambiente.
Já temos exemplos vivos disso pelos meios de comunicação e se não acodarmos a tempo, o que é belo e livre poderá estar aprisionado sem que a gente perceba, e quando percebermos será tarde demais.
Quanto dinheiro é gasto em eventos que só favorecem quem já é favorecido e deixarmos de cuidar da natureza, que anda lado a lado com a liberdade.
O efeito global está batendo em nossa porta para nos alertar que ainda há tempo de mudarmos e açodarmos para a vida, que ainda temos chances de mudar o rumo da devastação do planeta.
O ar que respiramos, as estradas por onde andamos e os caminhos que percorremos tudo isso faz parte da nossa liberdade.
Temos que desfazer esse nó que nos aperta, nos sufocando o coração e a alma, para deixar a natureza e a liberdade fluir livremente em busca da paz.
O dinheiro nos ajuda em muitas coisas na vida, porque ele é necessário, mas na maioria das vezes ele nos traz ganância, egoísmo e muitas coisas ruins, que contribuem para a destruição da vida e a perda da liberdade.
É maravilhoso olhar para o horizonte, contemplar a vida, amar os animais, respeitar a vida e acima de tudo lutar pela liberdade.
Quando aprisionamos os animais, poluímos os rios, lagos e mares, estamos sufocando e aprisionando a nós mesmos e tirando o bem mais precioso da vida que é a liberdade.
Sem a liberdade, a gente se sente como um rio vazio, que não pode seguir seu curso ao encontro do mar, e não ver a beleza do nascer e do pôr do sol, é como se a vida não tivesse sentido e o coração ficasse sempre vazio.
Vamos crer que a esperança possa fluir na mente do ser humano, para que a liberdade um dia possa prevalecer dando um fim à destruição e à ganância que tanto nos destrói a cada dia acabando com tudo o que existe de bom no planeta Terra.
Dizem que o Brasil é um país verde e amarelo, azul e branco, mas a cada dia suas cores estão se desbotando através da destruição que nos assola todos os dias. Espero que um dia a liberdade abra as asas sobre nós e nos liberte e todos, os pássaros e que possa salvar a natureza e cantar viva a liberdade.
Portanto, vamos reciclar nossas idéias, libertar o planeta, salvar as crianças e gritar a liberdade para que o futuro fique para merecer quem vem depois.

(Redação enviada para o Concurso Literário do DEPEN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente