Wikipedia

Resultados da pesquisa

19 de jul de 2007

Minha triste história

Edição 133 - Recuperando de Cataguases
Douglas Tomaz
Minha triste história

"E agora, aos 20 anos de idade, eu preso, sofrendo e triste, arrependido e mais maduro, eu não aconselho a ninguém a ir para o crime, porque o que eu sofro não desejo para ninguém."

Sou um jovem sofredor, que precisa encontrar uma luz, uma razão de viver sem sofrimento, porque hoje, aos 20 anos de idade, eu compreendo que o crime não vale a pena. Mas, infelizmente, só quando eu retornei à prisão é que eu entendi mais, como muitos já me disseram, que entrar na vida do crime é fácil, mas o difícil é sair.
Aos 16 anos de idade, eu pratiquei o meu primeiro delito, e parei dentro de uma cadeia, de onde saí com 19 anos de idade e pensei que nunca mais eu voltaria para o crime. Mas infelizmente eu voltei e parei na cadeia outra vez.
E agora, aos 20 anos de idade, eu preso, sofrendo e triste, arrependido e mais maduro, eu não aconselho a ninguém a ir para o crime, porque o que eu sofro não desejo para ninguém.
A luz que eu queria encontrar é Jesus Cristo, que é o único que pode me salvar, porque nesta vida que estou a solução é só Deus.
Obrigado pela atenção e que todos que lerem um pouco da minha história, que possam entender que o crime na vida é uma infelicidade, que quando você vai acordar já é tarde demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente