Wikipedia

Resultados da pesquisa

15 de jul de 2007

O crime do governador

Incitação à violência

“Eram todos marginais. Se o tiro foi pela frente ou por trás, é da natureza do combate.”

(Sérgio Cabral, governador do Rio, negando as afirmações de execução na operação policial realizada no Complexo do Alemão, no Rio, que matou 19 pessoas)

O governador Sérgio Cabral deveria ser indiciado por dois crimes: incitação á violência e assassinato por execução sumária. Como eu desejaria um "Julgamento de Nuremberg" (o tribunal especial para julgar os nazistas depois da 2ª guerra mundial) para os governantes brasileiros, que têm promovido a mortandade dessa população acuada e indefesa.
Interessante que, neste país, quando alguém do "andar de cima" é acusado ou preso, vem logo uma turma lembrar o direito de defesa e a máxima de que todos são inocentes até julgamento definitivo. Mas, nas periferias e favelas, a lei muda, todos são "marginais", sem direito a julgamento. Nesses locais, a polícia julga, condena e mata. Instauraram a pena de morte sem passar pelo legislativo. E a Justiça assiste de camarote a esse atentado ao Estado de Direito. Estranho, não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente