Wikipedia

Resultados da pesquisa

7 de jun de 2009

A maravilha da diversidade

Todo preconceito é um erro de visão. É uma distorção visual com relação ao mundo. Não existe ninguém igual ao outro. Cada um de nós é único e diferente das demais pessoas. A diferença e a singularidade vão se manifestar na cor da pele, no tipo físico, na condição social, na escolha religiosa, na opção sexual, na nacionalidade etc.
Todo preconceito é insano e cruel e é a negação do amor na relação com o outro. A diferença é bonita. Ela institui o direito de cada pessoa de ser ela mesma. A diversidade enriquece a vida e amplia o mundo. Admiramos a quantidade de flores diferentes, de distintos animais e não conseguimos ter o mesmo olhar para a grande maravilha da natureza: o ser humano.
Sonhamos com um mundo padronizado, onde todas as pessoas devam ser feitas à nossa imagem e semelhança. Tememos o diferente, o estranho, o esquisito, o “anormal”. E como o preconceito é cultural, até mesmo as pessoas objeto da discriminação também internalizaram o preconceito.
Contemplar a semelhança humana, admirando as diferenças individuais, é a única forma de nos aproximarmos uns dos outros e de nos encaminhar para o amor, o afeto e o respeito. Preconceito é uma doença emocional provocada por uma forma burra de ver o outro.
(Trecho do artigo Marcas do preconceito - Antônio Roberto -JEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente