Wikipedia

Resultados da pesquisa

16 de set de 2008

E tome agraciados

Mérito
A solenidade de entrega da Medalha do Mérito do Ministério Público de Minas Francisco J. Lins do Rego Santos, realizada na semana passada, na sede do MP, serviu para demonstrar o prestígio da honraria. Ela foi concedida a apenas 20 personalidades de relevo, principalmente do mundo jurídico e do setor público. Prova disso é que o ministro Francisco César Asfor Rocha, presidente do Superior Tribunal de Justiça, o primeiro magistrado daquela corte a ser agraciado, trouxe de Brasília seis colegas para participar da solenidade: os ministros Gilson Dipp (corregedor-geral de Justiça), Arnaldo Esteves, Napoleão Maia, Herman Benjamin, Hamilton Carvalhido (coordenador-geral da Justiça Federal) e Mauro Campbell.
No grupo dos agraciados estavam o governador de Minas, Aécio Neves; os ex-governadores Itamar Franco, Hélio Garcia e Eduardo Azeredo; o vice-governador Antônio Anastasia; os ex-ministros do Supremo Sepúlveda Pertence e Carlos Mário Velloso; e os atuais ministros Eros Grau, Carmem Lúcia Antunes Rocha e Joaquim Barbosa. No grau de Comenda do Ministério Público, só 14 figuras de destaque receberam a honraria.
A Dança das cadeiras
Movimentação Na última reunião da Corte Superior do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, foram aprovados nomes de dois novos desembargadores. O juiz Tibúrcio Marques Rodrigues foi promovido a desembargador por merecimento e o juiz Tiago Pinto, que atua no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), foi promovido por antigüidade. Em 4 de outubro, haverá sessão especial para a aposentadoria do desembargador Hyparco Immesi.
COMENTÁRIO
Enquanto isso, mais uma morte de jovem no sistema carcerário, desta vez na cadeia de Cataguases, semana passada. Certamente, governantes e autoridades, assoberbados com tantas festas e medalhas, não darão importância ao fato. Mais um, menos um, atingidos pela bomba, desde que a explosão não atinja as castas do país, não têm a mínima importância. Se, por um acaso do destino, elas, as autoridades, forem questionadas, é só responder como o desembargador na postagem O cinismo da nossa Justiça : é o "VÁCUO DA IMPREVISIBILIDADE". Assim caminha Minas Gerais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente