Wikipedia

Resultados da pesquisa

2 de ago de 2008

Abominável exame da OAB

A Folha de São Paulo publicou carta de um leitor protestando contra o famigerado EXAME DA OAB. Publico e assino embaixo:
"Todo cidadão de bem que se preocupa com os destinos da nação é favorável à melhoria do ensino público e/ ou privado em nosso país. O que é inadmissível é certos espertalhões, de olho no lucro fácil, se aproveitarem da prostração do MEC, que não exerce o seu papel constitucional, e sob o falso argumento da má qualidade de certos cursos de direito em nosso país, obrigarem os bacharéis de direito a submeterem ao pernicioso exame da OAB.
Diante do exposto, vejo com alegria a iniciativa um pouco tardia do MEC de instituir no país um superconceito que será usado como referência para concessão ou renovação de licença de funcionamento de cursos de ensino superior. Espera-se que doravante o referido ministério assuma de vez as suas prerrogativas constitucionais, a começar pela extinção urgente do exame da Ordem. Como todos sabem, não é papel constitucional da OAB submeter ao formando de direito a tal exame. Isso é prerrogativa do Ministério da Educação. Não é justo o MEC autorizar e reconhecer as faculdades de direito e o bacharel, após receber o seu diploma, ser, pasmem, impedido pela OAB de exercer a sua profissão.
Vendem-se dificuldades para colher facilidades e ainda querem punir os bacharéis de direito que fazem verdadeiro malabarismo para cursar a faculdade, sacrificando suas famílias, pagando altas mensalidades, atolados com empréstimos do Fiees e cheques especiais, e quando se formam são obrigados a submeterem ao abominável exame da OAB, cujo grau de dificuldade é tão grande que obrigam os bacharéis a enriquecerem os proprietários dos cursinhos. Presidente Lula, acabe de vez com essa excrescência do exame da ordem."
VASCO VASCONCELOS (Brasília, DF)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente