Wikipedia

Resultados da pesquisa

5 de ago de 2008

População de Viseu reage

A população está se cansando. Lembram-se da menina presa com homens numa cela no município de Abaetetuba no Pará? E Reza a Constituição Federal que é preciso autorização judicial para manter qualquer pessoa presa. Então não tem que se conjecturar: os juízes são os responsáveis pelas prisões desumanas e fora da lei. Pois foi também em outro municipio do Pará que se deu o fato de hoje.
Em Viseu, mais um adolescente foi morto pela polícia local. Rotina no país. Mas não para a população de Viseu que, desta vez, resolveu dizer NÃO! E foi ao Fórum cobrar responsabilidade do poder Judiciário. E foram à casa do juiz que teve de pular o muro para depois ser salvo de helicóptero. Queimaram a casa do juiz, o Fórum, a Delegacia...
Por que o povo agiu dessa forma? Por que não existe outra.
Imaginem eles, o povo de Viseu, chegando ao Fórum e pedindo um "dedo de prosa" com o juiz para protestar contra a injustiça. O juiz, além de bater a porta na cara da gentalha, ainda ficaria indignado com tanta ousadia. Talvez mandasse até prender os manifestantes. Pois bem, a História registra que a passividade do povo tem limite, limite esse que as autoridades perderam de vista há muito tempo neste país.

Leiam notícia publicada na
Agência Estado
05/08/2008 - 19h43
População queima delegacia após morte de jovem no PA
Carlos MendesEm Belém (PA)
Revoltada com a morte de um adolescente de 16 anos por um policial militar, a população de Viseu, município paraense localizado na divisa com o Maranhão, foi para as ruas, invadiu e incendiou o fórum e a delegacia de polícia, depois de libertar todos os presos. O juiz da comarca, César Augusto Rodrigues, teve que pular o muro da casa onde mora, ao lado do fórum, para fugir do local. A residência dele foi saqueada. Todos os processos que estavam no local foram queimados, inclusive os eleitorais.
Outros prédios públicos foram apedrejados e veículos destruídos pela multidão. Três militares envolvidos no crime foram afastados das funções e retirados da cidade. A Polícia Militar (PM) enviou reforço de 70 homens do Comando de Missões Especiais, de Belém, para restabelecer a ordem na cidade. "É lamentável o que aconteceu. Me senti uma autoridade impotente e tive que contemplar a destruição do fórum", disse o juiz. Ele teve que sair de Viseu de helicóptero, junto com outros servidores.
A morte do jovem ocorreu na noite de ontem, quando policiais receberam denúncia anônima de que um grupo de jovens fumava maconha em uma rua do bairro Piçarreira, na periferia da cidade. Os militares foram para o local, mas ao dar voz de prisão ao rapaz, os agentes alegaram terem sido hostilizados pelo adolescente, que estaria empunhando uma faca. O cabo conhecido por Dos Santos disse que houve luta corporal com o jovem. O tiro disparado pelo PM seria em "legítima defesa".

2 comentários:

  1. Anônimo14/8/08

    Meu admiro a sua coragem. Mas gostaria de publicar que a população de viseu não é formada só de bandidos. Por que isso ? por que quem se manisfestou foram os maconheiros, em geral bandidos amigosa do jovem. essa notícia foi generalizada

    ResponderExcluir
  2. Anônimo8/1/10

    ao dar uma noticia procure saber o conteudo da noticia e trabalhe com um proficional,e n~tente denegrir a imagem de niguém

    ResponderExcluir

Comente