Wikipedia

Resultados da pesquisa

27 de ago de 2008

Você concorda, contribuinte?

Câmara quer votar aumento de salário para os ministros do STF
MARIA CLARA CABRALDA SUCURSAL DE BRASÍLIA
Enquanto o STF (Supremo Tribunal Federal) toma decisões que caberiam ao Congresso, como, por exemplo, sobre uso de algemas e nepotismo, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), quer votar em breve, com o apoio de grande parte dos líderes partidários, o projeto que aumenta o salário dos ministros da corte.A proposta é elevar o vencimento dos atuais R$ 24,5 mil para R$ 25,7 mil.
Como os salários de todos os membros do Poder Judiciário seguem o teto do Supremo, juízes e desembargadores também seriam reajustados. Segundo os cálculos feitos no projeto, de autoria do próprio STF, o impacto anual seria de R$ 105,42 milhões -somando-se também as gratificações.
O aumento seria retroativo a 2007. Chinaglia defendeu a votação do aumento pela terceira vez seguida. Apesar de a maioria dos líderes concordar com o reajuste, não há consenso sobre todos os detalhes do texto, que deve ser votado só após as eleições.
Fonte: Folha de São Paulo - caderno Brasil - 28/8/08
Comentário do blog
Enquanto isso, alguns políticos e o hy Society se descabelam pelo mísero bolsa-família para apoiar as famílias mais pobres e garantir a elas algum direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde. Isso é um acinte, uma vergonha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente